Compartilhe este post

Toma lá, dá cá: Lula urgiu, a Lava-Jato reagiu

No entendimento da REAG, o cerco da Polícia Federal, hoje, ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua família, traduz-se em uma estratégia de fortalecimento institucional da Operação Lava-Jato, o qual deverá dar maior legitimidade ao movimento em favor do impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Acirra-se, assim, a disputa pela opinião pública frente ao enfraquecimento do PT, tornando praticamente inexequível a já moribunda governabilidade do país.
A ação da Lava-Jato foi uma reação à postura soberba do ex-presidente Lula de enfrentamento à investigação. Ao ser colocado no banco dos réus, o ex-presidente mostrou suas garras: conseguiu derrubar o ex-ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo e esbravejou que não poderia ser investigado. A Lava-Jato reagiu, frente à possibilidade de perder credibilidade.
Ao mesmo tempo em que a investigação contra Lula para apurar possíveis crimes de corrupção e lavagem de dinheiro do esquema envolvendo a Petrobras, ressuscita o defunto do impeachment, também incitará o levante dos militantes petistas às ruas. Lembrando que Lula é um líder político nato, que ainda detém 20% de aceitação popular.
Se por um lado essa nova ação da Lava-Jato acalora os ânimos nas ruas, o clima no Congresso certamente congelará a pauta de votação. O Planalto também deverá esfriar os ânimos junto a Lula, apesar de essa estratégia ser questionável em um momento em que Dilma talvez necessitará unir forças com o ex-presidente para garantir sua própria sobrevivência no poder.

A REAG investimentos não se responsabiliza por quaisquer ações ou decisões baseadas nas informações contidas em suas publicações. Os dados e análises das suas publicações não devem ser tomados exclusivamente como regra para outras publicações, tomadas de decisão, avaliações e/ou julgamentos. Todas as consequências e responsabilidades pelo uso dos dados ou análises desta publicação são assumidas exclusivamente pelo usuário, eximindo a REAG de todas as ações decorrentes do uso deste material. O acesso a estas informações implica total aceitação deste temo de responsabilidade e uso. A reprodução total ou parcial desta publicação é expressamente proibida, exceto com autorização da REAG ou citação da fonte.

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

19 + nove =