Risco fiscal com o aumento de gastos em ano eleitoral pode elevar inflação, diz BC

Compartilhe este post

Risco fiscal com o aumento de gastos em ano eleitoral pode elevar inflação, diz BC

Autoridade monetária alerta que mesmo políticas fiscais que tenham efeitos de baixa no preço
em curto prazo, como as alterações na tributação de combustíveis, podem elevar os prêmios
de risco e pressionar o índice
Por Fernanda Trisotto
O Globo
08/02/2022

A avaliação de Simone Pasianotto, economista chefe da Reag Investimentos, é de que a ata do
Copom passa um recado para o governo de que a condução da política fiscal vem tendo um
peso maior para a elevação dos juros do que outras áreas, e que a autoridade monetária
seguirá com elevações, embora em ajustes menores que o 1,5 p.p. das últimas reuniões. Nas
projeções de Pasianotto, a Selic deve fechar 2022 em 12,25%, com inflação em 5,9%.

Leia mais em: https://glo.bo/3oFh3cT

Compartilhe este post