Compartilhe este post

O Brasil está em promoção?

ISTOÉ DINHEIRO

11/08/21

Por Jaqueline Mendes

O Brasil está em promoção?

A participação de estrangeiros na bolsa sofre um baque e mostra movimento de busca por pechinchas, dinheiro especulativo.

Na ponta oposta, o volume de investimentos produtivos é o mais baixo em cinco anos.

Tanto é que o Investimento Estrangeiro Direto no País (IED), aquele que demonstra o interesse duradouro do investimento na economia, despencou para US$ 174 milhões em junho, queda de 96,6% na comparação com o mesmo mês de 2020, segundo dados das Estatísticas do Setor Externo do Banco Central (BC).

Um ano antes, o indicador contabilizou US$ 5,2 bilhões. Trata-se do nível mensal mais baixo desde julho de 2016, sob o impacto de uma redução dos empréstimos feitos pelas matrizes das empresas estrangeiras a suas subsidiárias no País.

Enquanto isso, os investidores de fora fazem a festa na B3, atraídos por ações super baratas quando compradas em dólares e empresas ainda prejudicadas pelo efeito da pandemia.

Em julho, em um fluxo de realização de lucro, a retirada ultrapassou R$ 7 bilhões em três semanas.

96% foi a queda na entrada do capital estrangeiro direto no brasil de janeiro a junho deste ano, contra 2020

Para Simone Pasianotto, economista-chefe da Reag Investimentos, a falta de investimentos no setor produtivo se explica pela falta de confiança dos empresários no Brasil.

Ela afirma que o cenário de insegurança no País leva à fuga do capital, seja ele nacional ou estrangeiro. Ela considera que, no momento, o risco Brasil é muito grande no ponto de vista político, econômico e ambiental.

“A demora na recuperação econômica, a lentidão na vacinação, além da crise política, amedronta as empresas.”

Leia mais em: https://www.istoedinheiro.com.br/o-brasil-esta-em-promocao/

Compartilhe este post