JUROS: Taxas fecham em forte alta com IPCA-15 acima do esperado

Compartilhe este post

JUROS: Taxas fecham em forte alta com IPCA-15 acima do esperado

Por Ricardo Gozzi / Agência CMA

CMA 23/07 16:01

As taxas dos contratos de juros futuros (DIs) fecharam em forte alta com os investidores reagindo aos dados mais salgados do que se esperava do IPCA-15, a prévia oficial da inflação ao consumidor no Brasil. O impacto da pressão inflacionária foi mais intenso no trecho curto da curva a termo, uma vez que ela tende a refletir as expectativas relacionadas com os próximos passos do Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central (BC). Alguns desses vértices terminaram o dia perto das máximas da sessão. Com isso, o DI para janeiro de 2022 apresentava taxa de 6,05%, de 5,81% no ajuste anterior o DI para janeiro de 2025 ia a 8,34%, de 8,11% antes 2027 tinha taxa de 8,73%, de 8,55%, na mesma comparação. No mercado de câmbio, o dólar à vista operava em alta de 0,1%, cotado na faixa de R$ 5,21.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15) subiu 0,72% em julho na comparação com junho, desacelerando-se em relação à alta apurada no período anterior (+0,83%), mas acelerando-se no acumulado em 12 meses, passando de +8,13% no mês passado para +8,59% agora, segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Para Simone Pasianotto, economista-chefe da Reag Investimentos, a persistente pressão inflacionária deve fazer com que o BC estique ainda mais o ajuste monetário, uma vez que a inflação deve seguir pressionando em 2022.

Leia mais em: https://monitordomercado.com.br/cma-news/8851

Compartilhe este post