Divergência entre PNAD e Caged: Qual a direção correta do mercado de trabalho?

Compartilhe este post

Divergência entre PNAD e Caged: Qual a direção correta do mercado de trabalho?

SUNO

26/7

Por Simone Pasianotto

 

Divergência entre PNAD e Caged: Qual a direção correta do mercado de trabalho?

Duas pesquisas apontam caminhos diferentes do mercado durante a pandemia.

 

Enquanto o Novo Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Novo Caged), do Ministério da Economia, sobe a ladeira, mostrando que a criação de empregos com carteira assinada vai bem, a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), desce ladeira abaixo, mostrando que a taxa de desemprego é algo preocupante, se mantendo crescente.

Para o Novo Caged, o total de trabalhadores formais no Brasil correspondia a quase 40 milhões em fevereiro de 2020. Com o advento da pandemia, a partir de março de 2020, o exército de trabalhadores com carteira assinada recuou por quatro meses consecutivos até atingir 38 milhões em junho. No segundo semestre de 2020, o estoque nacional de empregos formais mudou a direção e passou a subir mês após mês. Em fevereiro deste ano, ao passar de 40 milhões de vagas, superou pela primeira vez o nível pré-pandemia, e ainda avançou por mais três meses até alcançar a marca de 40,5 milhões em maio– último dado disponível. Nos últimos dez meses, somente em um (dezembro de 2020) o saldo de contratações e demissões ficou negativo.

 

Leia mais em: https://www.suno.com.br/noticias/colunas/simone-pasianotto/pnad-caged-divergencia/

Compartilhe este post