Mais uma boa notícia vem da indústria, que registrou crescimento de 0,8% em julho, na série com ajuste sazonal, acumulando ganho de 3,4% no período, segundo dados do IBGE divulgados nesta terça-feira. Na série sem ajuste sazonal, no confronto com julho de 2016, a indústria cresceu 2,5%, após também registrar taxas positivas em maio (4,1%) e em junho (0,5%). O índice acumulado do ano teve alta de 0,8%. O acumulado nos últimos doze meses recuou 1,1%, mantendo a redução no ritmo de queda iniciada em junho de 2016 (-9,7%). Para o fim de 2017, nossa expectativa para o setor também é positiva, com alta superior a 2% após amargar perdas nos últimos três anos consecutivos: -3% em 2014, -8,2% em 2015 e -6,6% em 2016.

 

O dado é consonante positivamente após a divulgação do PIB do segundo trimestre, que mostrou que a economia brasileira começa a dar sinais de recuperação, com o segundo crescimento trimestral consecutivo após dois anos de taxas negativas. Ao todo, o país avançou 0,2% no segundo trimestre deste ano, frente ao trimestre anterior, e 0,3% em comparação com o mesmo período do ano passado. Conjuntamente às recentes leituras benignas do PIB e do varejo, de fato estamos tecnicamente saindo da recessão. Mas como será a retomada? Qual a velocidade que voltaremos a crescer ainda é uma grande incógnita basicamente por conta do lamaçal político que o Brasil se encontra mergulhado.

 
GRAFICO 1GRAFICO 2

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

8 + oito =

Menu