O governo desiste de trazer a inflação em direção ao centro da meta ainda este ano e sinaliza cenário de estabilidade da Selic nos próximos meses. Esse é o principal recado dado pelo governo por meio da Ata do Copom divulgada esta manhã. O comitê declarou que adotará “as medidas necessárias” para trazer a inflação para o teto da meta em 2016 e para o centro da meta somente no ano que vem. Em novembro, o Copom declarou ter como objetivo trazer inflação o mais próximo possível de 4,5% ainda em 2016.

A meta de inflação tem como centro 4,5% ao ano e teto de 6,5%, para 2016, e de 6%, em 2017. Isso posto, o governo espera para o ano vigente que a inflação fique nas imediações do limite superior e não mais que fique “o mais próximo possível” do centro da meta. Além de alterar o objetivo da sua política monetária para este ano, o Copom reitera que continuará vigilante em relação ao controle da inflação, suprimindo a expressão “especialmente vigilante” que constava na ata anterior. Assim, o Copom sinaliza certo arrefecimento na austeridade de sua política de controle de preços, o que nos parece ser mais assertivo apostar em um cenário de estabilidade da Selic no curto prazo.

O conteúdo da ata do Copom, portanto, reforça a expectativa da REAG pela manutenção da Selic no atual patamar de 14,25% ao longo de todo o ano de 2016.

taxa selic

A REAG investimentos não se responsabiliza por quaisquer ações ou decisões baseadas nas informações contidas em suas publicações. Os dados e análises das suas publicações não devem ser tomados exclusivamente como regra para outras publicações, tomadas de decisão, avaliações e/ou julgamentos. Todas as consequências e responsabilidades pelo uso dos dados ou análises desta publicação são assumidas exclusivamente pelo usuário, eximindo a REAG de todas as ações decorrentes do uso deste material. O acesso a estas informações implica total aceitação deste temo de responsabilidade e uso. A reprodução total ou parcial desta publicação é expressamente proibida, exceto com autorização da REAG ou citação da fonte.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

7 + sete =

Menu