Semana local morna, tem IPCA e leitura do varejo

A agenda econômica desta semana vem mais morna. Os principais destaques ficam por conta das divulgações domésticas: desempenho das vendas no varejo em agosto e o IPCA de setembro A agenda local começa a ganhar força na terça-feira, com o IGP-DI de setembro, além dos dados do Banco Central sobre o fluxo cambial. O IGP-DI deve apresentar desaceleração de 3,87% em agosto para 3,69% em setembro, com a manutenção da pressão altista sobre os produtos agropecuários (soja, milho e arroz) sendo compensada pelo arrefecimento dos produtos industriais (minério de ferro). O índice de preços ao consumidor contribui positivamente para o índice, com a relevante aceleração dos preços de alimentação (de 0,54% para 1,85%).

Na quinta-feira, destacamos entre os indicadores no Brasil para a leitura das vendas no varejo em agosto, que deve mostrar crescimento de 3,5% (MoM). Dá suporte à avaliação os bons indicadores coincidentes, como o das consultas ao SCPC (24,0%, MoM) e do movimento do comércio (8,0%, MoM, Serasa). No conceito ampliado, que inclui veículos e material para construção, o varejo deve ter crescimento de 3,9% (MoM), puxado pelo setor de veículos (18,2%, MoM, Fenabrave, automóveis e comerciais leves). Se nossa estimativa se confirmar, o varejo ampliado de agosto ultrapassará o nível pré-pandemia em 1,8%.

A semana se encerra, antes do fim de semana prolongado pelo feriado na segunda-feira seguinte, com o IPCA de setembro e a primeira prévia deste mês do IGP-M. Projetamos que o IPCA de setembro apresente aceleração de 0,24% para 0,54%, impulsionado pelo encarecimento do arroz, óleo de soja, carne e leites e derivados. A evolução recente do câmbio tem motivado reajuste nos combustíveis que devem limitar o efeito deflacionário do grupo educação.

No cenário internacional, as atenções se voltam para a participação dos presidentes do Federal Reserve, Jerome Powell, e do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, em eventos distintos. Também merece atenção a publicação da ata da reunião de política monetária em setembro de Fed, BCE e BoE. Entre os indicadores econômicos, saem índices sobre a atividade no setor de serviços nos EUA, zona do euro e China. Vale salientar que a Bolsa de Xangai só volta a funcionar na sexta-feira, após a longa pausa pelo feriado nacional. Por fim, vale ficar de olho no debate entre os candidatos a vice-presidente, Kamala Harris, pelos democratas, e o republicano Mike Pence, atual vice.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

dezesseis − doze =

Menu