Agenda doméstica tem o IPCA como destaque e a internacional a reunião do FOMC

Para o IPCA de outubro esperamos alta de 0,55%, com aceleração gradual dos núcleos. Teremos também nesta semana a divulgação da ata da última reunião do Copom, trazendo detalhes adicionais a respeito do balanço de riscos do cenário do BC. Para o IGP-DI de outubro, que deverá mostrar nova descompressão dos preços no atacado, projetamos alta de 0,37%.

Reunião do FOMC e indicadores de atividade nos EUA serão os destaques da agenda internacional. O FOMC deverá manter a taxa de juros estável em 2,25%, mas deve seguir com uma visão mais otimista com o crescimento e qualificar, com algumas ressalvas, que o cenário de inflação é compatível com a meta. Já os índices PMI compostos (indústria e serviços) devem indicar uma desaceleração mais difusa das principais economias.

tab

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

16 − 12 =

Menu