Compartilhe este post

Agenda Econômica Semanal – 5 a 11 de fevereiro de 2018

Copom, IPCA e volta do Congresso estão no radar da agenda doméstica

A semana que antecede o carnaval traz uma agenda pujante para os mercados financeiros. A reunião de política monetária do Banco Central, amanhã e quarta-feira, o IPCA de janeiro na quinta-feira e a volta do Congresso Nacional hoje são os destaques locais da semana. Para o Copom, nossa atenção estará no comunicado, que poderá indicar se esse é o fim do ciclo de alívio monetário, uma vez que é praticamente unânime entre os economistas do mercado que o Banco Central optará por um novo corte da Selic de 0,25 ponto na primeira reunião de 2018, que passaria para 6,75%, renovando sua mínima histórica.

No dia seguinte à decisão do Copom é a vez do IBGE apresentar o IPCA de janeiro. A expectativa da REAG é que o dado mensal fique em 0,42%, com o acumulado de doze meses passando para 2,99%. Acreditamos que o dado de janeiro deve mostrar pressão principalmente dos grupos alimentação e transportes, enquanto o grupo habitação deve dar a principal contribuição baixista para o indicador. O IGP-DI de janeiro será divulgado na terça-feira e as vendas no varejo de dezembro na sexta-feira.

Hoje, os parlamentares voltam do recesso e retomam os trabalhos no Congresso. A reforma da Previdência segue no centro das atenções e o governo ainda tenta conseguir os 308 votos necessários para que seja votada na Câmara, em sessão prevista para o dia 19 de fevereiro. Um dia após afirmar que “já fez sua parte” em relação à reforma da Previdência, o presidente Michel Temer negou no sábado que tenha desistido do projeto. Nas contas do emedebista, faltam ainda entre 30 e 40 votos para colocar o tema em votação. Na Câmara dos Deputados, a matéria está prevista para ser lida em plenário ainda nesta segunda-feira. Apesar dos esforços do Planalto, a votação marcada para o dia 19 deste mês, pode não acontecer nessa data. A pauta de apreciações do plenário é atribuição do presidente da Câmara, deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ), que tem afirmado que somente colocará o tema em pauta quando tiver garantia dos votos necessários para aprovação. De acordo com a Folha de S. Paulo, sem votos, Maia pretende engavetar o projeto e transferir o ônus da derrota para o Palácio do Planalto.

A agenda de eventos internacionais da semana traz como destaques a posse de Jerome Powell como presidente do Federal Reserve (Fed, o banco central dos EUA) nesta segunda-feira, o fim do prazo para elevação do teto da dívida americana (quinta-feira) e a decisão de política monetária do Banco da Inglaterra (BoE) (quinta-feira). Estão previstos discursos dos membros do Federal Reserve James Bullard, na terça-feira; Charles Evans, quarta-feira; Patrick Haker e Neel Kashkari na quinta-feira. Hoje, o presidente norte-americano, Donald Trump, discursa em Cincinnati, Ohio, sobre a reforma tributária (sem horário previsto). Já o presidente do BCE, Mario Draghi, discursa em sessão plenária do Parlamento Europeu sobre o Relatório Anual do BCE de 2016 (14 horas). No Reino Unido, o secretário do Brexit, David Davis, se reúne com o principal negociador da UE, Michel Barnier, sem horário previsto. Na China, serão conhecidos dados da balança comercial (quarta-feira) e o índice de inflação ao consumidor (CPI) de janeiro na quinta-feira.

calendario

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

dezenove − 14 =