Compartilhe este post

Agenda Econômica Semanal – 4 a 10 de dezembro de 2017

Semana terá decisão do Copom, IPCA e produção industrial

Reunião do COPOM, IPCA e produção industrial serão os destaques desta semana. Na quarta-feira, ocorrerá o principal evento da semana, a reunião do Copom. No encontro, o Banco Central deve reduzir a taxa de juro básica da economia de 7,50% para 7,00% e sinalizar que o cenário base da instituição segue inalterado. Avaliamos também que a autoridade monetária deve deixar em aberto a possibilidade de voltar a cortar a taxa básica em seu próximo encontro (fevereiro). Por ora, para a reunião de fevereiro, acreditamos que a instituição deve cortar a Selic em 0,25pp e, com isso, encerrar o ciclo de cortes em 6,75%. A decisão se justifica basicamente pela manutenção do cenário benigno de inflação, com núcleos bem-comportados.

 O IPCA de novembro (sexta-feira) deve desacelerar de 0,42% para 0,35% devido ao comportamento benigno dos preços de alimentos (cereais, ovos, frutas e tomate), à intensificação da deflação dos eletrodomésticos e ao barateamento de alguns serviços (transporte tanto de avião como de ônibus, aluguel residencial e conserto de automóvel). Na quinta-feira, o IGP-DI de novembro deve acelerar de 0,10% para 0,58%, em razão do encarecimento dos produtos industriais. A alta dos preços dos combustíveis (Gasolina, Álcool e Óleo diesel) ajuda a explicar tal dinâmica.

 Também será conhecida esta semana a produção industrial de outubro (terça-feira) que deve crescer 0,5% em razão da melhor perspectiva de demanda devido ao estímulo não recorrente da liberação das cotas do PIS/PASEP, do avanço do Nível de Utilização da Capacidade Instalada (0,5%, M/M) e da melhora da confiança. Na quarta-feira, a Anfavea divulgará seus dados sobre o setor automobilístico em novembro.

 Na agenda internacional, indicadores de atividade, mercado de trabalho nos EUA e inflação na China serão os destaques. Os PMIs da Área do Euro deverão confirmar expansão ainda forte da atividade, principalmente industrial. Nos EUA, além dos PMIs, a divulgação da geração de vagas de novembro deverá corroborar a leitura de recuperação forte e consistente.

tabela

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

catorze − 12 =