Indicadores de atividade econômica de agosto serão os destaques da agenda doméstica

Para a agenda econômica nacional destacamos as leituras de agosto para os indicadores de atividade econômica. O volume de serviços capturado na Pesquisa Mensal de Serviços (PMS) deverá registrar queda de 0,2% ante julho (depois de um recuo de 2,2% na leitura anterior). Já o IBC-BR (proxy mensal do PIB) deverá apontar para estabilidade, desacelerando em relação aos dois meses anteriores.

PIB da China, produção industrial nos EUA e inflação na Área do Euro serão os principais destaques da agenda internacional. O PIB chinês do terceiro trimestre deverá ser divulgado junto com os dados de produção industrial, investimentos em ativos fixos e vendas no varejo de setembro; esses dados serão bastante relevantes para mensurar a intensidade da desaceleração em curso. A produção industrial dos EUA referente a setembro, assim como os primeiros índices PMIs de outubro, deverá corroborar que a visão de a economia americana segue aquecida. Por fim, a inflação na Área do Euro deverá continuar mostrando núcleos bem-comportados, ainda que o índice cheio esteja se aproximando da meta.

tab 15 out

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

19 − oito =

Menu