Destaques da agenda doméstica serão a reunião do Copom e o IBC-Br de julho

As decisões de política monetária estão no radar do mercado financeiro desta semana, com o destaque das reuniões dos bancos centrais: Brasil, Estados Unidos, Japão, Rússia, África do Sul e do Reino Unido. Nossa aposta, em relação à política monetária doméstica, é de manutenção da taxa básica de em 2% a.a.. Já o indicador mensal de atividade econômica do Banco Central, o IBC-Br, divulgado nesta segunda-feira, reitera o desempenho positivo registrado na indústria, no comércio e em serviços.

No exterior, teremos as reuniões de política monetária nos EUA, Reino Unido, Rússia, África do Sul e no Japão, além dos dados de atividade na China e nos EUA. Por mais que não se espere alterações na política monetária no Japão e nos EUA, a reunião do Fed ganha destaque por ser a primeira reunião após o anúncio oficial da mudança do arcabouço de política monetária. No campo dos indicadores econômicos, serão divulgados os dados de atividade de agosto na China (comércio, investimentos e indústria) e, nos EUA, a produção industrial para o período.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

4 + 20 =

Menu