Compartilhe este post

Agenda Econômica Semanal – 13 a 19 de junho de 2016

Agenda Econômica Semanal

13 a 19 de junho 2016

Posse do novo presidente do Banco Central, ata do Copom e reunião do Fed são destaques da semana

A agenda econômica desta semana tem como destaque a cerimônia de transmissão da presidência do Banco Central para Ilan Goldfajn, hoje às 15 horas, e a divulgação da ata do Copom, na quinta-feira, referente à última reunião de política monetária ainda conduzida por Alexandre Tombini, na qual a Selic foi mantida em 14,25% pela sétima vez consecutiva. Ao longo da semana, saem as vendas do varejo em maio (amanhã) e o IGP-10 de junho. Na quarta-feira, serão conhecidos os números da pesquisa mensal de serviços referente ao mês de abril.

Nesta manhã foi divulgada a pesquisa semanal Focus, no qual o mercado financeiro projeta mais inflação e queda menor do PIB em 2016: estimativa para o IPCA passou de 7,12% para 7,19%, enquanto a previsão para retração da economia baixou de 3,71% para 3,60%.

A agenda internacional é carregada de eventos de peso, com destaque para as reuniões de política monetária do Federal Reserve, na quarta-feira, e do Banco da Inglaterra e do Banco do Japão, ambas na quinta-feira. Para hoje, a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep) divulga relatório sobre o mercado da commodity (sem horário definido). Entre os indicadores norte-americanos a serem conhecidos nos próximos dias, amanhã saem os dados de vendas do varejo em maio e, na quarta-feira, a produção industrial e a inflação ao produtor no mês passado. Na quinta-feira, é a vez dos dados de inflação ao consumidor em maio. Na zona do euro, destaque para a produção industrial em abril (amanhã), a balança comercial do mesmo mês (quarta-feira) e a inflação ao consumidor no mês passado (quinta-feira).

Política

Na política, o governo de Michel Temer completou um mês, período marcado pela queda de dois ministros nos primeiros 15 dias de gestão, denúncias envolvendo os principais caciques do PMDB, e uma meta fiscal prevendo aumento de despesas, com déficit de R$ 170,5 bilhões. Esta semana o governo passará por mais um teste ao enviar ao Congresso o texto da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) que cria um teto para limitar o crescimento das despesas à inflação do ano anterior. No que se refere à reforma da Previdência, que ainda será enviada ao Congresso, o presidente em exercício deverá deixar de fora temas difíceis de serem aprovados, como a desvinculação dos benefícios do salário mínimo, segundo matéria do jornal O Globo do fim de semana. No radar também está o presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), que terá dificuldade em manter seu mandato agora que perdeu apoio do Planalto, do PMDB e do Centrão, que é o grupo de 13 siglas liderados por PP, PSD, PR e PTB. Cunha continua dizendo que jamais renunciará.

agenda economica semanal 13 a 19 de junho de 2016 - TABELA

Compartilhe este post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

5 × 1 =