Decisão do Copom e indicadores de atividade são destaques nesta semana

Enquanto o Banco Central deve manter a taxa de juros em 6,5%, as atenções se voltarão para a avaliação do balanço de riscos para inflação – que pode se tornar mais equilibrado, contrapondo o balanço apresentado na última comunicação oficial, em que os riscos ainda estavam assimétricos para cima. Para os dados de atividade referentes a outubro, esperamos ligeira moderação do ritmo de crescimento de serviços (com alta de 0,4%) e pequena queda, de 0,1%, das vendas no varejo.

Na agenda internacional, destacamos os dados de inflação nos EUA e atividade na China. Nos EUA, serão divulgados os resultados das vendas no varejo e dos indicadores de inflação de novembro, que devem confirmar um ritmo de crescimento ainda bastante robusto, sem pressões relevantes na inflação. Na Área do Euro, o BCE tem reunião na semana, mas não esperamos alteração na condução da política monetária. Por fim, a China divulgará os diversos indicadores de novembro, que deverão confirmar a desaceleração em curso da economia, que pode ser acentuada pelas restrições comerciais impostas nos últimos meses.

agenda.png

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

12 − 3 =

Menu